Skip to main content Skip to search

Análise Tributária para Prestadores de Serviços

Está pensando em abrir uma empresa de prestação de serviços, mas não sabe qual a melhor opção tributária? Nesta página iremos tentar esclarecer suas principais dúvidas sobre esse assunto, utilizando exemplos práticos para cada caso.

analise-tributaria-para-profissional-liberal

Para você entender qual a melhor forma de tributação de acordo com o seu rendimento mensal, realizamos algumas simulações, para assim ajudar na sua decisão entre o Simples Nacional, Lucro Presumido ou permanecer como Pessoa Física (Autônomo) sendo a apuração realizada através do Carnê Leão.

Vale lembrar que é apenas um demonstrativo de acordo com o cenário explicado em detalhes nas considerações, após a tabela com os valores. Se não for a sua realidade, entre em contato conosco para solicitar uma simulação para o seu caso.

Como é feita a Análise Tributária?

Os fatores principais para realizar uma Análise Tributária é a atividade que será exercida pela empresa, que é definida pelo CNAE (Código Nacional de Atividade Econômica), e também, o rendimento mensal.

Conforme o seu rendimento mensal variar, haverá alterações nas alíquotas, portanto, para uma correta análise tributária é necessário saber a atividade da empresa e também sua previsão mensal de rendimento.

Para quem foi feita está Análise Tributária?

Estão enquadrados todos aqueles que realizam apenas prestação de serviços, ou seja, não tenha nenhum tipo de comércio em sua atividade.

Dividimos em dois tipos de serviços, os prestadores de serviços regulamentados (profissionais liberais), aqueles que tem a sua profissão regulamentada por um conselho de classe, e os prestadores de serviços em geral.

  • Prestadores de Serviços Regulamentados: Estão enquadrados todos os que prestam serviços e possuem um conselho de classe. Nesse caso a tributação será pelo Anexo III ou pelo Anexo V do Simples Nacional, pois, esses profissionais estão enquadrados no Fator R conforme a Lei nº 155/2016.

O Fator R nada mais é do que a proporção da sua folha de pagamento incluindo o pró-labore em comparação com o seu faturamento mensal (rendimento). Portanto, se o seu faturamento médio mensal é de R$ 10.000,00 e a sua Folha de Pagamento é R$ 3.000,00, o seu Fator R será de 30%.

As empresas que estão sujeitas ao Fator R serão tributadas pelo Anexo V caso o fator seja menor que 28%, sendo igual ou superior, a tributação será pelo Anexo III do Simples Nacional.

No Anexo III a alíquota inicial é de 6% e no Anexo V é de 15,5%, variando quando a média mensal dos últimos 12 meses superar R$ 15.000,00 por mês.

  • Prestadores de Serviços em Geral: Estão enquadrados todos que prestam serviços e não há um conselho de classe. Nesse caso a tributação será pelo Anexo III do Simples Nacional sendo a alíquota inicial é de 6%.

Quais são as Análises Tributárias

Relacionamos abaixo as principais simulações tributárias solicitadas atualmente de acordo com a atividade e a forma de atuação, para que assim escolha a que melhor represente a sua necessidade.

  1. Prestadores de Serviços Regulamentados – Simples Nacional x Lucro Presumido
  2. Prestadores de Serviços Regulamentados – Simples Nacional x Pessoa Física (Carnê Leão)
  3. Prestadores de Serviços em Geral – Simples Nacional x Lucro Presumido
  4. Prestadores de Serviços em Geral – Simples Nacional x Pessoa Física (Carnê Leão)

IMPORTANTE: Veja as considerações ao final de cada uma das simulações, para que você leve em consideração todos os fatores que envolvem a abertura de uma empresa e todas as suas obrigações mensais.

 

× Whatsapp